SAFETYLIT WEEKLY UPDATE

We compile citations and summaries of about 400 new articles every week.
Email Signup | RSS Feed

HELP: Tutorials | FAQ
CONTACT US: Contact info

Search Results

Journal Article

Citation

Bushatsky A, Alves LC, Duarte YAO, Lebrao ML. Rev. Bras. Epidemiol. 2019; 21(Suppl 2): e180016.

Vernacular Title

Fatores associados às alterações de equilíbrio em idosos residentes no município de São Paulo em 2006: evidências do Estudo Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento (SABE).

Affiliation

Departamento de Epidemiologia, Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.

Copyright

(Copyright © 2019, Associacao Brasileira de Pos-Graduacao em Saude Coletiva)

DOI

10.1590/1980-549720180016.supl.2

PMID

30726361

Abstract

OBJECTIVE: To analyze the influence of demographic, health condition, and lifestyle factors on body balance disorders among elderly subjects living in the city of São Paulo, Brazil, in 2006.

METHODS: Thestudy was developed based on information provided by the Health, Well-being, and Aging (SABE) Study. Itincluded 60-year-old subjects, both men and women, or those over this age. The sample comprised 1,226 subjects that represented 930,639 elderly subjects. The dependent variable was the elderly's body balance disorder, which was measured using part of the Short Physical Performance Battery (SPPB). The independent variables were divided into three groups: demographic, health conditions, and lifestyle. The multiple binary logistic regression analysis was applied to estimate the association between balance disorders and demographic, health, and lifestyle variables in the elderly.

RESULTS: Age, difficulties in at least one mobility, and performance of regular physical activities showed a significant influence on the elderly's body balance (p < 0.05). Age was the strongest related determiner. Being aged 75-79 years and 80 years or more increased 3.77 and 5.31 times, respectively, the chances of the elderly subjects present balance disorders in comparison with the 60- to 64-years-old.

CONCLUSION: Preventive measures that aim at reversing a body instability condition should be preconized and incorporated in the elderly's health-care schedule.


Language: en


OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos fatores demográficos, de condições de saúde e de estilo de vida nas alterações do equilíbrio corporal dos idosos residentes no município de São Paulo em 2006.


Language: pt


MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido com base em dados provenientes do Estudo Saúde,Bem-Estar e Envelhecimento (SABE). Foram selecionados todos os indivíduos com 60 anos e mais de idade, de ambos os sexos. A amostra considerada era de 1.226 indivíduos, representando 930.639 idosos. A variável dependente foi a alteração de equilíbrio corporal do idoso. Para mensurá-la utilizou-se parte do Short Physical Performance Battery (SPPB). As variáveis independentes foram classificadas em três grupos: demográficas, de condições de saúde e de estilo de vida. Para estimar a associação entre as alterações de equilíbrio com as variáveis demográficas, de saúde e de estilo de vida em idosos foi realizada uma análise de regressão logística binária múltipla.


Language: pt


RESULTADOS: Idade, dificuldades em pelo menos uma mobilidade e realização de atividade física regular exercem uma significativa influência no equilíbrio corporal dos idosos (p < 0,05). A idade foi o determinante mais fortemente relacionado. Ter idade entre 75 a 79 anos e 80 anos e mais aumenta em 3,77 e 5,31vezes a chance, respectivamente, de os idosos apresentarem alterações de equilíbrio em comparação às idades de 60 a 64 anos.


Language: pt


CONCLUSÃO: Medidas preventivas e que visam reverter um quadro de instabilidade corporal devem ser preconizadas e incorporadas na agenda de atenção à saúde dos idosos.


Language: pt

NEW SEARCH


All SafetyLit records are available for automatic download to Zotero & Mendeley
Print